25% SIGNIFICA 25 EM 100. OBRIGADO SR.ª MINISTRA!

A ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta, manifestou-se hoje preocupada com o resultado da testagem em massa à Covid-19, em curso na província de Luanda, que aponta para a infecção de 25 pessoas em cada 100 indivíduos. Isto numa altura em que o Presidente João Lourenço autorizou admissão excepcional de 7.350 profissionais de saúde. Sílvia Lutucuta falava no mercado do quilómetro 30, município de Viana, onde se regista pelo segundo dia uma testagem massiva de cidadãos para aferir a real situação da pandemia no país, caracterizada desde 15 de Dezembro…

Leia mais

MÉDICOS SUSPENDEM GREVE

A greve cumprida há mais de uma semana pelos médicos angolanos foi hoje suspensa, depois de um acordo com o Ministério da Saúde de Angola, revelou o sindicato destes profissionais, esclarecendo que segunda-feira os médicos regressam ao trabalho. Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (Sinmea), Adriano Manuel, foi dado o prazo de 90 dias para a entidade patronal responder aos pontos que constam do caderno reivindicativo, entre os quais a questão dos aumentos salariais. Relativamente à sua recolocação laboral e à nulidade do seu processo disciplinar,…

Leia mais

A INCOMPETÊNCIA É SEMPRE RELATIVA

A Assembleia Nacional de Angola (do MPLA) aprovou hoje, na globalidade, o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2022, com votos favoráveis somente do partido no poder há 46 anos, e críticas generalizadas da oposição, que apontam “vícios do passado”. Entretanto, o Bureau Político do MPLA aprovou o regulamento do Conselho de Honra do MPLA, novo órgão do partido, onde terá lugar José Eduardo dos Santos, e a greve dos médicos angolanos já dura há uma semana. A proposta de Lei do OGE 2022 foi hoje aprovada com 135 votos…

Leia mais

MÉDICOS SÃO CRIMINOSOS? GOVERNO INSINUA QUE SIM

O Ministério da Saúde de Angola manifestou-se surpreso com a greve por tempo indeterminado dos médicos, que hoje cumpre o seu segundo dia, apelando aos profissionais que regressem ao trabalho, porque a maioria das reivindicações estão atendidas. Por outras palavras, os médicos ou são marimbondos ou… “criminosos”. Não está mal. A posição foi expressa pelo secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Europeu, que tem negociado com o Sindicato Nacional dos Médicos de Angola. Segundo Leonardo Europeu, o caderno reivindicativo apresentado em Setembro pelo sindicato, “mereceu uma resposta em…

Leia mais

DEMITA-SE SENHORA MINISTRA!

O presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola, Adriano Manuel, disse que a greve que hoje se iniciou, por tempo indeterminado, registou um nível de adesão “altamente surpreendente” no seu primeiro dia, superior a 95%. Do ponto de vista, estratégico, do MPLA a ordem superior é: Os angolanos devem viver sem comer e morrer sem ficar doentes. Simples! “Nós mesmos não contávamos com a adesão de toda a classe médica angolana, o nível de adesão é acima dos 95%, de uma forma geral, e isso para nós é muito…

Leia mais

MÉDICOS EM GREVE PARA SALVAR A SAÚDE

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (Sinmea) anunciou hoje greve nacional a partir de 6 de Dezembro exigindo um “sistema remuneratório especial, pagamento de subsídios e melhores condições laborais”, apesar da “abertura negocial” do Ministério da Saúde. O anúncio da observação de greve, previsto para se efectivar entre os dias 6 e 10 de Dezembro próximo, em todas as unidades sanitárias das 18 províncias angolanas, foi apresentado hoje em conferência de imprensa pelo secretário-geral do Sinmea, Pedro da Rosa. Segundo o sindicalista, a greve foi deliberada em assembleia geral…

Leia mais

Até prova em contrário,
todos somos… culpados

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA) anunciou hoje, em Luanda, que tem provas concretas de que o seu colega, Sílvio Dala, não faleceu de enfarte agudo do miocárdio, mas por outras causas. Para nós, Folha 8, tudo indica que o médico se suicidou só para azucrinar o prestígio, internacionalmente (re)conhecido, da Polícia do MPLA. Simples! A informação foi hoje avançada pelo presidente do SINMEA, Adriano Manuel, no protesto da classe médica, em memória do pediatra Sílvio Dala, que morreu no dia 1 de Setembro, depois de ter sido…

Leia mais

“Tortura psicológica”

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA) acusou hoje a ministra de Saúde, Sílvia Lutucuta, de promover “tortura psicológica” contra estes profissionais nos concursos e reiterou que está em preparação “uma mega manifestação” reclamando a integração de todos os médicos. Lá terá o ministro Eugénio Laborinho de pôr as suas “tropas” em “prevenção elevada”… A posição do SINMEA, expressa em comunicado, surgiu na sequência das declarações de Sílvia Lutucuta que, na segunda-feira, rejeitou críticas aos concursos públicos para admissão de médicos, salientando que a entrada destes na função pública…

Leia mais

Covid-19, MPLA-45, Malária…

Jovens angolanos manifestaram-se hoje preocupados pela forma como o Governo angolano está a gerir a Covid-19, admitindo a existência do que consideram de “casos ocultos e que os números apresentados estejam aquém da realidade”. Também O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA) defendeu, em Luanda, que os investimentos para a Covid-19 sejam os mesmos do que para a malária, doença que mais mata no país. E a procissão ainda não chegou ao adro… A preocupação dos jovens foi apresentada hoje em conferência de imprensa conjunta promovida em Luanda pelas…

Leia mais

Médicos (angolanos) para quê?

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (Sinmea) ameaçou hoje partir para uma greve, nos próximos dias, caso não haja resposta do Presidente da República, a quem foi enviado um manifesto da classe médica angolana. Não deveriam também ter enviado o manifesto ao Presidente do MPLA e ao Titular do Poder Executivo? O presidente do Sinmea, Adriano Esteves, disse em conferência de imprensa que o sindicato está preocupado com o elevado número de médicos angolanos no desemprego, “o elevado índice de morbimortalidade” (relação entre doenças e mortes) nos hospitais e…

Leia mais