UM BORDEL CHAMADO CPLP

O líder da oposição da Guiné Equatorial, Andrés Esono, afirmou hoje que as eleições no passado domingo foram “uma fraude total” e que o relatório das missões de observadores eleitorais da União Africana e da CPLP é, respectivamente, “falso” e “ambíguo”. Nada de novo, portanto. Essa “coisa” que dá pelo nome de Comunidade dos Países de Língua Portuguesa continua igual a si mesma, ou seja, um putrefacto bordel. or isso “não espero nada de uma missão de observação eleitoral (MOE) que represente governos”, afirmou em declarações o líder do único…

Leia mais

DITADORES AMIGOS, A CPLP ESTÁ CONVOSCO!

A Missão de Observação Eleitoral (MOE) desse “elefante branco” que dá pelo nome de Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições de domingo na Guiné Equatorial recomenda que seja assegurado o “acesso equitativo dos candidatos e partidos políticos” na imprensa pública do país para “promover o voto esclarecido”. Ou seja, recomenda neste caso o que não teve coragem (tomates em linguagem popular) para recomendar na altura das eleições em Angola. recomendação consta da Declaração Preliminar da MOE da CPLP, e diz respeito às eleições presidenciais, Câmara dos Deputados,…

Leia mais

COMO QUEM MORRE É O POVO…

O chefe da diplomacia angolana, Téte António, entregou uma mensagem do Presidente de Angola, João Lourenço, ao seu homólogo da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Mbasogo, em que expressa a importância equato-guineense na região do golfo da Guiné. Segundo um comunicado oficial, que cita declarações de Téte António à imprensa no final do encontro, Angola considera a Guiné Equatorial “um motor importante na região e no continente africano e, ao mesmo tempo, também é uma oportunidade para trocar impressões com o [Presidente] Obianga Nguema Mbasogo sobre questões regionais, uma vez que…

Leia mais

Parem de gozar com a nossa chipala

O presidente da Confederação Empresarial da CPLP, Salimo Abdula, manifestou “satisfação” por a presidência angolana da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) dar prioridade à cooperação económica e falar da criação de um banco. Na verdade, quanto mais dólares e euros existirem na gamela… melhor. O presidente da Confederação Empresarial da CPLP (um emblemático elefante branco), Salimo Abdula, defende – por exemplo – que a Guiné Equatorial não deve ser afastada da organização e está preocupado com posições públicas de governantes sobre aquele país-membro. É muito mais fácil e…

Leia mais

(Mais) um hino ao eunuquismo

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa (Ti Celito, para os angolanos) afirmou hoje que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) se prepara para dar um grande salto qualitativo e defendeu que todos os Estados-membros estão empenhados nesta organização internacional. Pronto. Já chega de rir. Marcelo Rebelo de Sousa prestou breves declarações aos jornalistas à entrada para a XIII Cimeira da CPLP, que começou esta manhã, em Luanda, depois de cumprimentar os chefes de Estado de Angola, João Lourenço, e de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca. “Vamos dar…

Leia mais

Nus mas “vestidos” por Armani

A XIII Conferência de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) decorre entre 16 e 17 de Julho em Luanda, e assinala o 25º aniversário de uma organização que, no dizer de Vasco Graça Moura, é uma espécie de organização fantasma, “que não serve para rigorosamente nada”, a não ser “ocupar gente desocupada”. Entretanto, nove personalidades da Lusofonia endereçaram hoje uma carta a Jorge Carlos de Almeida Fonseca e a João Lourenço, Presidente cessante e Presidente designado da CPLP. Paulo de Morais (Portugal),…

Leia mais

O que é isso de CPLP?

O chefe da diplomacia angolana, Téte António, considerou “excelentes” as relações entre Angola e Portugal, desvalorizando a saída de cidadãos portugueses nos últimos tempos. Subscrevemos, responderá com certeza o servil homólogo socialista português, Augusto Santos Silva. Em declarações à agência Lusa, o ministro das Relações Exteriores considerou que Angola “sempre manteve essa relação de irmandade” com Portugal, tal como com os outros Estados-membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). “Nós acreditamos na liberdade dos nossos cidadãos e nos seus estatutos específicos, como o mundo empresarial também tem a…

Leia mais

Obiang assume-se como rei do… bordel

O Presidente da Guiné Equatorial disse hoje que a comunidade lusófona (a CPLP, mais exactamente) não pode continuar alheada da situação de violência armada na província moçambicana de Cabo Delgado, sublinhando que uma “família de irmãos” deve regular-se pela solidariedade. Teodoro Obiang já fala como dono do  bordel e, afinal, até tem razão. “A nossa organização não deve permanecer alheia a esta tragédia, que ultrapassa a dimensão de simples conflito interno”, disse Teodoro Obiang, assinalando que Moçambique está a ser palco de “agressões perpetradas, programadas e financiadas a partir do…

Leia mais

Desfile do elefante branco em Luanda

Angola agendou “oficialmente” a cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para 16 e 17 de Julho, em Luanda, onde deverão ser apresentadas “surpresas, no bom sentido” da Guiné Equatorial, que voltou a prometer abolir a pena de morte. Será simpático ver o espectáculo circense de ter em Luanda os especialistas a mostrar as potencialidades de um… elefante branco. Em entrevista à Lusa, o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Defesa cabo-verdiano, Rui Figueiredo Soares, explicou que irá ser anfitrião de uma reunião a 8 de Maio, na…

Leia mais

No reino de Obiang, 90 anos
de prisão. Parabéns à… CPLP

A Guiné Equatorial condenou a penas de prisão até 90 anos quatro opositores detidos no ano passado no Sudão do Sul por suposta associação com uma alegada tentativa de golpe de estado em 2017, segundo informação oficial. Os condenados são Martin Obiang Ondo (advogado), Bienvenido Ndong Ondo (empresário) e Feliciano Efa Mangue (soldado do exército espanhol), sentenciados a 90 anos de cadeia, além de Julio Obama Mefuman (ex-cabo do exército espanhol), a quem foi decretada uma pena de 60 anos de cadeia, segundo a sentença do Tribunal Militar, divulgada pelos…

Leia mais