O maior dos maiores (desde Diogo Cão)

O Bureau Político do MPLA, partido no poder em Angla há quase 46 anos e que tem como objectivo estratégico chegar aos 100 de poder ininterrupto, continua a apelar (exigir) a todos os angolanos de primeira (os únicos autorizados a manifestarem-se) a participarem “de forma patriótica” (ou seja, curvados e com trela) nas actividades que possam perpetuar o partido no cadeirão ditatorial. Numa declaração alusiva ao 45º aniversário da independência nacional, o Bureau Político do MPLA enalteceu as conquistas alcançadas ao longo do percurso histórico de Angola, tudo graças ao…

Leia mais

Cão, esse corrupto português

Território habitado já na Pré-história, como atestam vestígios encontrados nas regiões das Lundas, Congo e deserto do Namibe, apenas milhares de anos mais tarde, em plena proto-história, receberia povos mais organizados. Os primeiros a instalarem-se foram os bochimanes – grandes caçadores, de estatura pequena (pigmeus) e claros, de cor acastanhada. No início do século VI d.C., povos mais evoluídos, de cor negra, inseridos tecnologicamente na Idade dos Metais, empreenderam uma das maiores migrações da História. Eram os Bantu e vieram do norte, provavelmente da região da actual República dos Camarões.…

Leia mais

O culpado da corrupção
em Angola é… Diogo Cão!

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos angolano, Francisco Manuel Monteiro de Queiroz, disse hoje, em Luanda, que a corrupção em Angola tem a sua génese no período colonial português, uma fase que causou mais prejuízos ao país do que após a independência. E se ele o diz, até porque na altura da independência já tinha 24 anos de idade e de convivência colonial, é porque é verdade. Francisco Queiroz falava na abertura das Jornadas sobre o Dia Internacional contra a Corrupção, comemorado sob o lema: “Combate à Corrupção,…

Leia mais

PRA-JA o MPLA deixa!

O Tribunal Constitucional deferiu “o pedido de credenciamento da comissão instaladora para a inscrição do partido político de Abel Chivukuvuku”, denominado “PRA-JA Servir Angola”. Sem querermos transformar esta questão num saralho do carilho, UNIT(EL) e UNIT(A) são confundíveis? O despacho do Tribunal Constitucional refere que na sequência da primeira sigla do novo partido, PRA-JA, ter sido rejeitada por se confundir com a sigla de um partido inexistente, PRJA, a comissão instaladora requereu a inscrição da nova denominação PRA-JA Servir Angola. O Tribunal determinou um prazo de 15 dias para a…

Leia mais

Do MPLA a João Lourenço
sem esquecer… Diogo Cão

O MPLA, o maior (por vontade própria seria o único) partido de Angola, diz que está a preparar uma transição política exemplar na sua liderança, na sequência da vontade manifestada pelo actual Presidente, José Eduardo dos Santos, de, apesar do seu mandato terminar apenas em 2021, abandonar a vida política activa no ano de 2018. Por Orlando Castro No dia 16 de Março de 2018, reunido em sessão ordinária, o Comité Central do MPLA mandatou o Bureau Político para proceder a uma reflexão sobre matérias inerentes ao processo de transição…

Leia mais