Contas furadas reflectem
boa (in)gestão do Governo

Dezasseis milhões de dólares foi o valor que o Estado angolano arrecadou, menos 64 milhões do que o previsto, com a privatização integral de cinco unidades industriais instaladas na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda/Bengo, inoperantes há 10 anos. No âmbito das (supostas) boas contas do MPLA, a projecção inicial era arrecadar 80 milhões de dólares, mas o mercado acabou por ditar o valor final das aquisições, revelando que mais uma vez os cálculos saíram furados. As unidades foram vendidas no quadro do processo de privatização de activos do Estado, que…

Leia mais