Covid-45 dá xeque-mate

O sipaio que o patrão colocou como chefe de posto do Grupo Parlamentar do MPLA, Américo Cuononoca, afirmou que Angola está sem condições para institucionalizar as autarquias locais em 2020, por causa dos condicionamentos da Covid-19. Todos os que, mesmo no partido, não têm o cérebro no intestino (serão poucos) viram confirmado que Covid é sinónimo de MPLA, variando apenas o número: não é 19 mas 45. Esta foi a segunda vez que os sipaios do MPLA (partido no Poder desde 1975) assumem, com a clara autorização do chefe do…

Leia mais

Xeque-mate a Portugal
com a “rainha”… Isabel?

João Lourenço está a utilizar a “rainha” Isabel dos Santos para dar xeque (se possível mate) a Portugal. Pelos vistos o MPLA (este MPLA) quer ser indemnizado pelos 500 anos que os portugueses por cá andaram e que, segundo os donos de Angola há 44 anos, só roubaram as nossas riquezas. Como todos sabem, quando em 11 de Novembro de 1975 os portugueses ofereceram o país ao MPLA, Angola era um deserto. Tudo o que agora existe deve-se ao MPLA… Por Orlando Castro Revelando um irracional complexo de inferioridade intelectual,…

Leia mais

CPLP? Mas o que é isso?
Francofonia? É claro!

Durante a visita oficial que está fazer a França, o presidente João Lourenço manifestou o interesse de Angola em ser membro da Organização Internacional da Francofonia, considerando que Paris é para o MPLA a porta de entrada na Europa. Não poderia ter sido mais claro. Por Orlando Castro João Lourenço dá (quer dar) um xeque-mate à CPLP e, não satisfeito por ver Portugal de cócoras, quer mesmo enxovalhar ao máximo o velho colonizador. Portugal começa já, aliás, a ter saudades de José Eduardo dos Santos. Revelando um enorme complexo de…

Leia mais

Xeque-mate (a Portugal e à oposição) em três jogadas

O diferendo entre Angola e Portugal a propósito de um problema que até não é novo (há um ano que a acusação de corrupção contra Manuel Vicente já andava a gerar picardias por parte do regime totalitário do MPLA), movimenta os ideólogos do regime de José Eduardo dos Santos. Por Orlando Castro No horizonte perfilam-se duas teses. Ou Portugal pede desculpas e trata (pouco importando o método, a razão ou o enquadramento) de arquivar o processo contra o vice-Presidente de Angola, Manuel Vicente, ou o primeiro-ministro português, António Costa, só…

Leia mais