MPLA não tem vergonha, moral, respeito ou honra

A Fundação 27 de Maio, que representa vítimas dos massacres de milhares e milhares de angolanos levados a cabo pelo MPLA em 1977, em Angola, manifestou-se hoje contra a construção de um monumento único para todas as vítimas do conflito político no período pós-independência. A edificação do monumento será (assim determina o MPLA que está no Governo desde 1975 e que, por isso, continua a dizer que o MPLA é Angola e Angola é o MPLA) o culminar da barbaridade a que o Governo chama de implementação do Plano de…

Leia mais

Vandalismo ou tentativa de “golpe” de Estado?

Um grupo de indivíduos desconhecidos vandalizou, nos últimos dias, os bens públicos existentes no Complexo Turístico “Monumento a Paz”, na cidade do Luena, província do Moxico, destruindo a sua instalação eléctrica e assentos do jardim que circunda o recinto. No passado dia 23, o Comandante Geral da Polícia Nacional, comissário-geral Paulo Gaspar de Almeida, afirmou, em Luanda, que o vandalismo público que se regista actualmente em Angola é um crime com pendor político. Já em 2015 Paulo Gaspar de Almeida dizia que as últimas manifestações convocadas pelos partidos da Oposição…

Leia mais