UNITA diz que Portugal foi (muito) usado pelo… MPLA!

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, afirma que Portugal “foi usado” (provavelmente uma referência às monumentais lavandarias de Lisboa) por governantes angolanos e defendeu que o relacionamento recíproco entre os dois países poderia ser mais vantajoso do que é actualmente… soubesse Portugal manter aquilo que raramente considerou essencial: a equidistância. Em declarações à Agência Lusa, Adalberto da Costa Júnior que viveu vários anos e se formou em Portugal, sobretudo na região do Porto, afirmou que a relação entre os dois países “nem sempre foi formatada por razões de…

Leia mais

“Portugal continua a ser
uma lavandaria do MPLA”

A eurodeputada portuguesa, do PS, Ana Gomes não tem dúvidas que a decisão do Tribunal da Relação de Lisboa em aceitar transferir o caso do ex-vice-presidente angolano, Manuel Vicente, resultou da pressão política. Ana Gomes não se conforma com a decisão do Tribunal da Relação que enviou para Angola o processo em que está envolvido Manuel Vicente, ex-vice-presidente angolano e na altura dos factos que, segundo a Procuradoria-Geral da República, indiciam actos de corrupção, era Presidente da Sonangol. “A argumentação do acórdão da relação é penosa de ler” diz a…

Leia mais

Mercenários unem-se
para defender o MPLA

Em Davos, Durão Barroso, antigo primeiro-ministro português, ex-presidente da Comissão Europeia, ex-líder do PSD, esteve com João Lourenço. A conversa, previsivelmente, andou à volta do diferendo entre Angola e Portugal, supostamente por causa do processo a Manuel Vicente. Presente também esteve (pudera!) José Luís Arnaut, amigo do presidente angolano e colega de Barroso no Goldman Sachs, e ex-secretário-geral do PSD. Em 2014, José Manuel Durão Barroso, camarada de primeira linha do MPLA e amigo íntimo do clã presidencial de José Eduardo dos Santos e, agora, também de João Lourenço. defendeu…

Leia mais

Lisboa é a “lavandaria” do adulado regime do MPLA!

Os jornais norte-americanos The New York Times e The Wall Street Journal publicaram no dia 22 de Agosto, véspera das eleições angolanas, reportagens que exploram a corrupção em Angola, que “coloniza” Portugal para lavar dinheiro. Agora que a nata internacional dos acólitos do MPLA está cá, importa recordar o que esses jornais escreveram. “O colonizador passou a colonizado”, lê-se na reportagem do The New York Times, intitulada “Portugal dominou Angola durante anos. Agora os papéis inverteram-se”. A extensa peça começa em Cascais, no Estoril Sol Residence, luxuoso bloco de apartamentos…

Leia mais