Guerra ao Covid-19

Angola obriga os cidadãos que estiveram no estrangeiro a cumprir quarentena domiciliar por 14 dias, para prevenir a Covid-19, avisando que quem desrespeitar as regras será levado pelas forças de segurança para centros de quarentena. Angola não tem até ao momento qualquer caso confirmado de infecção. Segundo as recomendações da Direcção Nacional de Saúde Pública, os cidadãos provenientes do exterior não poderão sair por nenhum motivo durante 14 dias, uma quarentena que se estende também aos restantes membros da família. “Pessoas que não cumprem a quarentena podem pôr em perigo…

Leia mais

Angola rastreia e aperta
o cerco ao Coronavírus

Passageiros que chegaram esta sexta-feira à capital angolana, provenientes de Lisboa, queixam-se da morosidade no processo de rastreio ao Covid-19 (Coronavírus) na sala de desembarque do aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, quando outros aplaudem a medida considerando-a necessária. Os passageiros do voo da TAP, entre portugueses, angolanos e brasileiros, queixaram-se do “longo tempo de espera” na fila para o respectivo controlo, mas outros consideraram a medida indispensável para a sua segurança. Meia dúzia de técnicos do Ministério da Saúde, completamente equipados com máscaras, luvas, batas e câmaras térmicas, móveis e…

Leia mais

Atenção, sem pânico, ao crescimento do Covid-19

O Governo angolano retirou a Nigéria, o Egipto e a Argélia da lista de países abrangidos pela proibição de entrar no território devido à epidemia de Covid-19 (Coronavírus), segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública. Numa entrevista à TPA, televisão pública do MPLA, Franco Mufinda esclareceu que a comissão [interministerial angolana] resolveu retirar os países africanos que reportaram apenas um caso, mantendo a China, Itália, Coreia do Sul e Irão entre os países cujos cidadãos estrangeiros não-residentes estão proibidos de entrar no país. Quanto à entrada de angolanos…

Leia mais

OMS alerta para o coronavírus em Angola

A Organização Mundial de Saúde (OMS) colocou Angola entre os 13 países africanos prioritários na preparação para o novo coronavírus, devido às fortes ligações com a China, e enviou kits para 29 laboratórios no continente. “A OMS identificou 13 países prioritários na região, que devido às suas ligações directas ou grande volume de viagens para a China, precisam de estar particularmente vigilantes sobre o novo coronavírus (2019-nCoV)”, lê-se num comunicado da organização, que elenca, além de Angola, Argélia, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Etiópia, Gana, Quénia, Ilhas Maurícias,…

Leia mais

O Ébola anda por perto

As autoridades angolanas anunciaram que estão a reforçar a vigilância das fronteiras do norte, com a República Democrática do Congo (RDCongo), para evitar a propagação da epidemia de Ébola, no âmbito do plano de contingência já activado por Angola. O assunto foi já abordado na segunda-feira, em Luanda, pela Comissão Nacional de Protecção Civil, do Ministério do Interior, da qual fazem parte outros 25 ministérios e parceiros sociais nacionais e internacionais. “As autoridades angolanas, em conjunto com os parceiros sociais, nacionais e internacionais, têm adoptado medidas preventivas urgentes para que…

Leia mais

Mais de 160 mortes por raiva

Angola registou, desde Janeiro a Setembro do presente ano, mais de 160 mortes por raiva, segundo a informação prestada à imprensa, pela bastonária da Ordem dos Médicos Veterinário, Antonieta Baptista. Por Antunes Zongo A veterinária, que falava por ocasião do Dia Mundial de Luta Contra a Raiva que se comemorou ontem, deixou explícito que a actual situação é alarmante e a tendência, disse, é de haver nos próximos tempos, um aumento considerável de casos e mortes, por causa da falta de vacinas contra a raiva para humanos. De acordo a…

Leia mais

Ébola sob vigilância

Ébola sob vigilância - Folha 8

O ministro da Saúde afirma que o país não pode “baixar a guarda” na prevenção da infecção do Ébola, apesar de, quase um ano depois de anunciada a epidemia na África ocidental, Angola não ter registado qualquer caso. A través das autoridades de saúde e de segurança, Angola adoptou nos últimos meses várias medidas de protecção e vigilância ao nível das fronteiras, tendo avaliado alguns casos suspeitos, mas que se revelaram negativos após análise laboratorial. A epidemia de Ébola foi anunciada em Março de 2014, após confirmação de um laboratório,…

Leia mais