Tal como o PCP planeara

O general Pezarat Correia, um dos portugueses envolvidos nas negociações para o Acordo de Alvor, assinado entre o governo português e os principais movimentos de libertação de Angola, em 1975, considera que a componente militar do documento “falhou terrivelmente”. Nada disso. O objectivo dos comunistas portugueses era entregar Angola ao MPLA e tiverem um êxito total. “H avia uma componente fundamental, e foi aqui onde o Acordo do Alvor falhou terrivelmente e depois deu lugar a toda a tragédia que se passou, que foi a parte militar”, porque não se…

Leia mais

Um conceito comunista

A acumulação primitiva do capital, também conhecida como acumulação originária, foi o processo de acumulação de riquezas ocorrido na Europa entre os séculos XVI e XVIII, que possibilitou as grandes transformações económicas da Revolução Industrial. Foi estudado e descrito por Karl Marx, que tomou a Inglaterra como modelo da sua teoria. Por William Tonet A acumulação primitiva de capital para Marx se desenvolveu a partir de dois pressupostos: um foi a concentração de grande massa de recursos (dinheiro, ouro, prata, terras) nas mãos de um pequeno número de proprietários; outro…

Leia mais

Tudo numa balbúrdia!

A cada dia se descobrem, o meio institucional da raiva, que afinal a paternidade da acumulação primitiva de capital, não é proveniente do “espermatozóide” (perdão) de José Eduardo dos Santos, ex-presidente do MPLA e ex-Presidente da República, como se tem vindo a escutar, por parte, pasme-se, de ex-jornalistas avençados, antigos camaradas de barricada, que se banqueteavam a grande e a francesa, nos corredores do Futungo de Belas, primeiro e depois nos da Cidade Alta, para caçarem o dinheiro dos cofres públicos, em exclusivo proveito próprio, mas de Karl Marx, um…

Leia mais

Judas comunista uma vez, Judas (iscariotes) sempre!

O comunista e ex-conselheiro da Revolução (Portugal), José Miguel Judas, resolveu agora – com a preciosa ajuda da Lusa – retransmitir os recados que o MPLA sempre lhe fez chegar e aos quais deu guarida, ou não fosse um sipaio obediente. Assim, veio agora afirmar que Portugal passou décadas a conspirar contra os governos das ex-colónias (sobretudo MPLA e Frelimo), boicotando o sinal de confiança que os militares quiseram dar com o fecho do Tarrafal, em Cabo Verde. Por Orlando Castro “A libertação dos presos era um primeiro sinal, claro,…

Leia mais

Comunistas portugueses (também) bajulam o rei

Uma delegação do Partido Comunista Português (PCP), chefiada por Pedro Guerreiro, membro do secretariado do Comité Central, inicia segunda-feira uma visita de quatro dias a Luanda a convite do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975. Fonte do MPLA, presidido por José Eduardo dos Santos, igualmente chefe de Estado e Titular do Poder Executivo, adiantou tratar-se de uma visita de trabalho a “convite da direcção” daquele partido. O PCP é um aliado histórico do MPLA, desde o período da luta anticolonial, e ainda em Março passado rejeitou no parlamento…

Leia mais