FMI vai de férias e Angola espera

O adiamento da decisão do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre o reforço do empréstimo a Angola (740 milhões de dólares) vai agravar os problemas de liquidez do Tesouro e pressionar as divisas que se encontram ao nível mais baixo de 2020, segundo uma nota do BFA. Segundo a Bloomberg, o FMI decidiu adiar a terceira avaliação do Programa de Financiamento Ampliado, pelo menos até à segunda quinzena de Agosto (quando os seus decisores regressarem de férias), um adiamento “bastante prejudicial”, refere uma nota do Gabinete de Estudos Económicos do Banco…

Leia mais

Milhafres do MPLA comem
os… peri(qui)tos europeus

O presidente do Tribunal Constitucional de Angola, Rui Ferreira, recebeu com todas as formalidades institucionais os membros da benemérita (e por isso inócua) missão de peritos, rotulados de eleitorais, da União Europeia, liderada por Tânia Marques. Em declarações à imprensa no final do encontro, que contou ainda com a presença de juízes conselheiros, Tânia Marques mostrou-se satisfeita e não perdeu a oportunidade para explicar, o que não era, obviamente, necessário, as razões pelas quais um perito que se preze não cospe nos pratos que o alimentam faustosamente. “Falamos não só…

Leia mais

MPLA descobriu a pólvora:
Não somos um Estado da UE

O Governo angolano anunciou hoje um entendimento com a União Europeia (UE) apenas para o envio de quatro peritos, para acompanhamento (isto é como quem diz!) das eleições gerais, classificando como inaceitáveis as “exigências” para uma equipa de observadores eleitorais. A posição foi assumida pelo director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais do Ministério das Relações Exteriores angolano, embaixador Joaquim do Espírito Santo, numa conferência de imprensa em Luanda, convocada numa altura de críticas, internas e externas, à exclusão de uma missão europeia para observação das eleições de confirmação…

Leia mais