QUEREM MESMO ACABAR… 1992

A UNITA anunciou hoje que suspendeu uma actividade política no município de Viana, em Luanda, por se sentir “intimidada por agentes da polícia”, que no local empunhavam armas e abordavam os seus militantes em “tom de arrogância”. Nada de novo. A cabidela escolhida por João Lourenço precisa da Polícia Nacional (do MPLA). Para dar “no focinho” à UNITA, Francisco Furtado também precisa… “O que aconteceu não é que eles impediram, mas intimidaram, a Polícia Nacional estava no local, mas todos os agentes, afectos à guarda fronteira, tinham armas empunhadas, eu…

Leia mais

O MPLA NÃO SABE QUE ANGOLA NÃO SE DEFINE, SENTE-SE!

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, disse hoje que a guerra em Angola “acabou há muito tempo” (há 20 anos) e que a paz foi construída por todos, desafiando o MPLA, no poder, “a aprender” a pluralidade e a democracia. Não adianta. O MPLA já não aprende. Adalberto da Costa Júnior discursou no Cuíto, capital da província do Bié, durante cerca de duas horas, depois de uma passagem por Lopitanga, onde repousam os restos mortais de Jonas Savimbi, fundador do partido, morto em combate em 22 de Fevereiro…

Leia mais

PARAÍSO CHEGA À MEIA NOITE DO DIA 23…

O candidato do MPLA (partido no Poder desde 1975), também Presidente da República, também Presidente do MPLA, também Titular do Poder Executivo, também Comandante-em-Chefe das Forças Armadas, general João Lourenço, volta a prometer tudo e mais alguma coisa. Em 2017 prometeu o paraíso. Em 2022 volta a prometer. Hoje, no Dundo, Lunda Norte, (re)garantiu a realização de eleições autárquicas. Das promessas anteriores cumpriu algumas, como foi o caso de os anos passarem a ter 12 meses, de só morrerem à fome ou por doença os angolanos que estivessem… vivos. “Devemos…

Leia mais

ESTERÓIDES ANABOLIZANTES NÃO FAZEM DA MINHOCA UMA JIBÓIA

Manuel Pereira da Silva “Manico”, presidente da sucursal eleitoral do MPLA, a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) angolana, exortou hoje os partidos concorrentes às eleições de 24 de Agosto a “cumprirem rigorosamente a lei”, em relação à forma de comunicar, “evitando levar os eleitores para momentos extremos”. Quanto à alimentação, recomenda – por sugestão do mais reputado cozinheiro do reino (João Lourenço) – uma cabidela de galo… negro! “Chamamos a atenção aos partidos e coligações de partidos concorrentes que deverão fazer cumprir a constituição e a lei e o código de…

Leia mais

É FARTAR VILANAGEM!

João Lourenço, Presidente da República de Angola e recandidato pelo MPLA, para além de Titular do Poder Executivo, aprovou, em vésperas de o executivo entrar em gestão corrente, 230 milhões de euros de créditos não orçamentados, dos quais mais de metade para investimentos em Benguela, Luanda e Namibe. Merece bem o Prémio Nobel da vilanagem política. Os créditos adicionais suplementares estão contemplados em decretos presidenciais publicados no Diário da República de 23 de Julho. Em causa está o pagamento de despesas relacionadas com os projectos do governo provincial do Namibe,…

Leia mais

FESTA DA DEMOCRACIA COM… CABIDELA!

O MPLA rejeita que haja uma subida de agressividade na campanha política, em particular no que respeita à UNITA, defendendo que as eleições devem ser uma “festa de democracia” em que cada angolano “se expresse livremente”. A provar o seu pacifismo, o MPLA até pode citar a ementa que está a preparar: cabidela com galo… negro (entre outras cores). Manuel Nunes Júnior, secretário do Bureau Político do Comité Central do MPLA para a Política Económica e Social respondeu desta forma à Lusa, à margem de um encontro com jornalistas, questionado…

Leia mais

JÚ MARTINS, O SIPAIO COLONIAL

O líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, reiterou hoje ter mantido encontros com dirigentes do MPLA para abordar uma eventual transição pós-eleitoral e criticou os adversários por defenderem ilegalidades e ameaçarem com instabilidade para se manter no poder. Adalberto da Costa Júnior comentava, em declarações à Lusa, a conferência de imprensa de segunda-feira em que o secretário do MPLA para os assuntos políticos e eleitorais, João “Jú” Martins, em que desmentia a existência de negociações e apelidou o líder da UNITA de “lunático” por pensar em vencer as eleições.…

Leia mais

CNE HÁ SÓ UMA, A DO MPLA E MAIS NENHUMA

O MPLA, através da sua sucursal chamada Comissão Nacional Eleitoral (CNE), não aceitou (como todos já sabiam, mesmo o recorrente) o pedido da UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, para anular a estrutura de apuramento de resultados aprovada pelo órgão eleitoral. Segundo o porta-voz do MPLA (CNE), Lucas Quilundo, este foi um dos assuntos analisados pelo plenário da comissão eleitoral angolana, que esteve hoje reunida também para analisar e aprovar a prorrogação do prazo de recepção da lista dos partidos políticos e coligação de…

Leia mais

MPLA APOSTA NOS JOVENS… DANDO-LHES NO “FOCINHO”

O líder do MPLA, partido no poder em Angola há quase 47 anos e candidato às eleições disse hoje, em Luanda, que está atento aos problemas da juventude, a maioria da população angolana e que vai “determinar o curso” da disputa eleitoral. Enquanto isso, as “isentas” e “equidistantes” forças de segurança vão – cumprindo as ordens do general Francisco Furtado – dando no “focinho” a quem critica o MPLA (a UNITA). João Lourenço, que discursou na abertura da 18.ª edição do Campo Nacional de Férias dos Estudantes Universitário (Canfeu), que…

Leia mais

VERGONHA A MENOS, INCOMPETÊNCIA A MAIS

Hoje, no Bié, João Lourenço disse que quer o Caminho-de-Ferro de Benguela a funcionar “com eficiência, como no tempo colonial”. Relembre-se que Angola é governada, desde 11 de Novembro de 1975, pelo MPLA. No dia 8 de Setembro de 2021, o Governo angolano lançou o concurso público internacional para a gestão e manutenção do Caminho-de-Ferro de Benguela, denominado Corredor do Lobito, por um prazo de 30 anos, anúncio feito pelo responsável do sector dos transportes. Como se “sabe”, só a partir 11 de Novembro de 1975 é que Angola passou…

Leia mais