Dinheiro para a febre-amarela desviado para a recolha de lixo

Uma verba de mais de 34 milhões de kwanzas destinada ao combate à febre-amarela no município de Cabinda foi recentemente desviada pelo administrador local, alegadamente para pagamento de dívidas referentes à recolha de lixo. Maka Angola apurou os factos junto de fontes do Ministério da Saúde. Por Maka Angola O Ministério da Saúde transferiu os fundos em Maio passado, como parte dos seus esforços de contenção da propagação da febre-amarela em Cabinda. Segundo fonte do governo provincial de Cabinda, uma das primeiras medidas de Arnaldo Tomás Puaty, nomeado administrador municipal…

Leia mais

Kilamba Kiaxi em péssimo estado

O Distrito Urbano do Kilamba Kiaxi tem vindo a apresentar, nos últimos dias, um quadro péssimo no que tange ao saneamento básico, ante o olhar impávido do administrador local, Domingos João Lourenço, no cargo desde Abril de 2015, que pouco ou mesmo nada fez até à data para resolver a situação, “deitando por terra” as expectativas da população geradas em torno da sua indicação para substituir o anterior gestor daquela circunscrição, José Correia, que teve uma gestão muito danosa, deixando a zona num péssimo estado. Por Dionísio Halata À luz…

Leia mais