Afinal quem deixou os cofres vazios?

O oficial das Forças Armadas de Angola afecto à Casa de Segurança da Presidência da República de Angola, Pedro Lussaty, com a ajuda de outros generais, é dono de 45 imóveis, dos quais uma penthouse em Talatona, cinco apartamentos em Lisboa, um apartamento na Namíbia, dois iates de luxo, tinha em seu poder 19 malas abarrotadas de dólares, euros e kwanzas, duas dezenas de relógios de luxo revestidos de diamantes e ouro rosa e 15 viaturas topo de gama. Afinal quem deixou os cofres vazios? O ex-Presidente angolano e Presidente…

Leia mais

Eduardo dos Santos atira João Lourenço ao tapete!

O Governo de João Lourenço confirmou hoje que, ao contrário do que propalara o Presidente aos quatro ventos nos areópagos políticos internacionais, em Setembro de 2017 tinha nos cofres do Estado o valor de 15.000 milhões de dólares em Reservas Internacionais Líquidas (RIL), tal como disse anteriormente o ex-Presidente José Eduardo dos Santos, não estando por isso – como disse, mentindo, o actual Presidente – os cofres vazios. Numa conferência de imprensa realizada hoje em Luanda, em que não foi autorizada a entrada de órgãos de comunicação social estrangeiros (o…

Leia mais

Sai uma privatização para
a mesa de peritos (do MPLA)

O processo de privatização das empresas públicas, iniciativa que será apreciada em breve pelo Executivo, vai permitir que as mesmas sejam mais eficientes, rentáveis e geradoras de mais postos de trabalho, afirmou hoje, em Luanda, a secretária de Estado para Finanças e Tesouro, Vera Daves. A secretária de Estado, que não apontou as empresas a serem privatizadas (isso depende dos interesses estratégicos de domínio do país por parte do MPLA), explicou que o processo implica uma radiografia às instituições, melhorar processos e estruturação, para que contribuam no desenvolvimento da economia…

Leia mais