Três africanos e um europeu

“O Que Acontece com o Mundo Acontece Connosco”. Bienal de fotografia do Porto (Portugal). Na Reitoria da Universidade do Porto, a Bienal apresenta o diálogo entre “Travessia”, de Susan Meiselas, e “Muxima”, de Alfredo Jaar, sobre a herança do colonialismo português em diferentes geografias – no Porto e em Angola – evidenciando os desafios socioculturais que produzem as realidades de precariedade e resiliência das comunidades africanas e afrodescendentes nos dois continentes. Por Orlando Castro Em tempos, almocei num restaurante do Porto com mais três amigos. A simpatia do empregado levou-o…

Leia mais

São (todos) bons rapazes!

A UNITA, maior partido da oposição de Angola, condenou e repudiou “com a maior repulsa” actos de chineses contra africanos residentes na China devido à Covid-19. O volume do investimento chinês em Angola ultrapassou os 20.000 milhões de dólares (18 mil milhões de euros). Coisa pouca… Em comunicado, o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA considera “ignóbeis actos atentatórios da dignidade da pessoa humana” os relatos de desavenças, “alguns graves”, entre chineses e membros da comunidade africana no país asiático. A UNITA apelou ao executivo de Angola que tome…

Leia mais

Siga o forrobodó

A candidata presidencial norte-americana, Hillary Clinton, elogiou o novo secretário-geral da ONU, António Guterres, dizendo que já deu provas de ser um defensor dos direitos humanos e dos mais vulneráveis. Por Orlando Castro Ficamos então a saber, pelos rasgados elogios que António Guterres fez ao regime de Angola, que as nossos crianças não são seres vulneráveis, mau gado o facto de Angola ser o país do mundo com o maior índice de mortalidade infantil. É isso, não é? “Enquanto Alto-comissário para os Refugiados, deu ajuda e esperança a milhões de…

Leia mais