Quem cabritos vende
mas cabras não tem…

O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, considera que os gastos do país com salários são “insuportáveis e inadequados” e defendeu uma redução em 30% até Junho do próximo ano. “Isto não é para nós, pois não?”, perguntam as zungueiras e os 20 milhões de pobres. Segundo José Severino, este é um dos problemas que se coloca à gestão dos recursos cambiais: “Não é aceitável que este país gaste 2.400 milhões de dólares (2.178 milhões de euros) em transferências de salários, é inaceitável, insuportável e inadequado”, criticou,…

Leia mais

Governo quer privatizar 74 empresas públicas

O Governo angolano prevê privatizar 74 empresas públicas a médio prazo, sobretudo do sector industrial, processo que entre 2013 e 2017 permitiu um encaixe financeiro para o Estado de quase 20 milhões de euros. A informação consta do prospecto da emissão de ‘eurobonds’ de 3.000 milhões de dólares (2.500 milhões de euros), a 10 e 30 anos e com juros acima dos 8,2% ao ano – concretizada pelo Estado angolano este mês -, que foi enviado aos investidores. No documento de mais de 200 páginas de suporte à operação de…

Leia mais