Só se pode ser do… Estado!

O presidente do Conselho de Administração da empresa de construção angolana Omatapalo, Carlos Alves, negou este domingo, em declarações à Lusa, ser uma “empresa do Estado” e beneficiar de adjudicações directas, como é acusada, mas antes uma “sua parceira”. Tem razão. Todos têm razão. Desde logo porque, num país que é governado há 45 anos pelo mesmo partido, em que o Estado e o MPLA são uma e a mesma coisa, como é que se pode acusar alguma empresa de ser do… Estado? “N ão somos beneficiados em nada, somos…

Leia mais