Feriado é sinónimo de dia útil

O Governo Provincial de Luanda (GPL), sob a superior orientação da dupla JL (Joana Lina e João Lourenço), rejeitou a realização da manifestação agendada para quarta-feira, feriado em que Angola celebra o Dia da Independência, alegando que o horário não é permitido, fazendo uma emblemática referência aos dias úteis, entre outros motivos. Na segunda-feira, Dito Dali, um dos organizadores da marcha que pretende exigir coisas que se enquadram, segundo o MPLA, numa tentativa de golpe de estado e atentado à segurança nacional: melhores condições de vida e eleições autárquicas em…

Leia mais