Até breve Amigos, até já JLo

Por um feliz facto fortuito fruto da fortuna e francamente falho da convencional ortodoxia envolto em não poucas venturas, mais, do que em peripécias e venturas, menos, chegou-me às mãos “O Livro do Porquê” (numa tradução estrita, restrita e equivocada do título em inglês). Uma obra mais de entretenimento do que científica, que aborda a temática das matemáticas e ciências computacionais e que inerentemente vai desembarcando tanto nas ciências estatísticas como nas epidemiológicas, bem como na lógica, como seria lógico. Por Brandão de Pinho Todavia o seu mérito é que…

Leia mais

Visualizações e leitores sempre a bater recordes

Há quase dez anos o responsável da agência económica Bloomberg na China, Eugene Tang, defendeu em Pequim, no âmbito da Cimeira Mundial dos Média, que, “na era da Internet, qualquer pessoa com uma câmara e um telemóvel pode ser jornalista”. Será? Por Orlando Castro Esta é, contudo, uma visão muito estreita e restritiva, sobretudo em Angola. Nestas bandas nem é preciso ter uma câmara e um telemóvel para ser jornalista. Para isso basta ter um cartão do partido no Poder que, no nosso caso, é o mesmo desde 1975. Há…

Leia mais

Obrigado leitores amigos!

Em 2009, o responsável da agência económica Bloomberg na China, Eugene Tang, defendeu em Pequim, no âmbito da Cimeira Mundial dos Média, que, “na era da Internet, qualquer pessoa com uma câmara e um telemóvel pode ser jornalista”. Esta é, contudo, uma visão muito estreita e restritiva, sobretudo em Angola. Nestas bandas nem é preciso ter uma câmara e um telemóvel para ser jornalista. Para isso basta ter um cartão do partido no Poder que, no nosso caso, é o mesmo desde 1975. Há excepções? Há. O Folha 8 é…

Leia mais