Do BES ao BESA, de Lisboa a Luanda

O Ministério Público de Portugal acusou hoje 18 pessoas e sete empresas por vários crimes económico-financeiros e algumas das quais por associação criminosa, no processo BES/Universo Espírito Santo, em que a figura central é o ex-banqueiro Ricardo Salgado. Segundo adianta uma nota da Procuradoria-Geral da República (PGR), foi deduzida acusação por associação criminosa e por corrupção activa e passiva no sector privado, de falsificação de documentos, de infidelidade, de manipulação de mercado, de branqueamento e de burla qualificada contra direitos patrimoniais de pessoas singulares e colectivas. Em causa nesta complexa…

Leia mais

A bezana dos vampiros

O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, quer que o Tribunal da Concorrência determine a realização de uma perícia para avaliar que impacto teria a garantia soberana de Angola nos activos ponderados pelo risco e no rácio prudencial do banco. Enquanto isso, Álvaro Sobrinho (e associados) continua a rir e cantar o hino do MPLA. No pedido de impugnação da condenação a uma coima de 1,8 milhões de euros por ausência de medidas e de informação sobre a situação do BES Angola (BESA), proferida pelo Banco de Portugal (BdP), em Junho…

Leia mais

ESCOM? Tudo numa boa!

ESCOM? Tudo numa boa! - Folha 8

O presidente da ESCOM, Hélder Bataglia, disse hoje no Parlamento português, onde esteve a ser ouvido esta tarde na Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES), que o BES financiou a empresa em “300 e muitos milhões de dólares”, em empréstimos e obrigações, e que o BES Angola pagou a “actividade normal” da empresa. O também accionista da ESCOM (33%) indicou que também o BES Angola (BESA) financiava a empresa, mas apenas para a “actividade normal, do dia-a-dia”, sem referir montantes. Hélder Bataglia…

Leia mais

BESA “aterrou” na Europa

BESA “aterrou” na Europa - Folha 8

A Autoridade Bancária Europeia pediu informações ao Banco de Portugal sobre medidas tomadas contra branqueamentos de capitais no BES Angola, em Agosto e Outubro deste ano, segundo a informação prestada pelo regulador bancário europeu à eurodeputada Ana Gomes. D epois de a eurodeputada socialista ter enviado em Junho uma carta à Autoridade Bancária Europeia (EBA em inglês) dando conta de preocupações sobre alegadas irregularidades em entidades do Grupo Espírito Santo e especificamente do BES Angola, a EBA informou agora que pediu por duas vezes informações ao Banco de Portugal sobre…

Leia mais

Bancos dos regimes eram… (pois claro!) o BES e o BESA

Dinheiro emprestado pelo BES ao BESA nunca saiu de Portugal? - Folha 8

Os angolanos acompanham com apreensão as notícias vindas de Portugal, sobre as razões da falência do BESA – Angola e do desvio milagroso de mais de 5, 7 mil milhões de dólares. N inguém entende como isso pode ser possível, nem mesmo a mulher zungueira e o vendedor ambulante (diariamente roubados pelos agentes da fiscalização), na sua baixa formação académica, em tal possibilidade, salvo a institucionalização do roubo e locupletação dos bens do erário público, em todas as cadeias do aparelho do Estado. Com a capitalização intempestiva e abusiva, ao…

Leia mais

Ricardo Salgado arrasa BNA e Álvaro Sobrinho

Ricardo Salgado arrasa BNA e Álvaro Sobrinho - Folha 8

O antigo presidente do BES, Ricardo Salgado, culpou a equipa de gestão do BES Angola, liderada por Álvaro Sobrinho, pelas insuficiências de capital na entidade angolana, que levaram à criação de uma garantia estatal de Angola sobre 3,3 mil milhões de euros. R icardo Salgado revelou hoje na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BES que se foi apercebendo de que as coisas não estavam a correr bem em Angola devido a relatos que lhe iam chegando, mas que só após a saída de Álvaro Sobrinho da liderança executiva do…

Leia mais