O Governo de Angola vai disponibilizar 600 mil dólares (523 mil euros) como contribuição financeira para os programas conjuntos com o Escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), anunciou hoje fonte oficial.

Numa nota, o Ministério das Relações Exteriores de Angola refere que o financiamento se enquadra na recente aprovação do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN 2018-2022) e vai contribuir para o reforço das acções de capacitação institucional e para a implementação de programas prioritários do PNUD em conjunto com o Governo de Angola.

O Governo de Angola integra a lista de doadores dos fundos CORE (fundos principais) do PNUD, com cerca de 25% do valor destinado à sede e para os Programas Globais da agência das Nações Unidas.

Os restantes 75% seguem directamente para o apoio da implementação do Programa Anual do PNUD Angola (portfólio de projectos para 2018 avaliado em cerca de 26 milhões de dólares — 22,2 milhões de euros).

A respeito da contribuição, o Director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen, frisou tratar-se de “um importante sinal do apoio para o multilateralismo actual”.

“Nos últimos anos, o Governo de Angola tem envidado esforços para honrar as contribuições para o sistema das Nações Unidas, em particular o permanente apoio para as despesas administrativas locais do PNUD (designado GLOC), inclusive para o ano de 2018”, lê-se na nota.

Lusa

Partilhe este Artigo