SÃO TOMÉ. Maria das Neves, a terceira candidata mais votada nas eleições presidenciais de 17 de Julho em São Tomé e Príncipe, impugnou hoje no Supremo Tribunal de Justiça a segunda volta das presidenciais que proclamou Evaristo de Carvalho vencedor.

A candidata recorre à lei para explicar: “Ao sufrágio concorrerão apenas dois candidatos mais votados que não tenham retirado a candidatura”, explicando, de seguida, que tendo Pinto da Costa retirado a sua candidatura, a mesma deveria ser notificada para concorrer com Evaristo de Carvalho.

Por seu lado, a candidatura de Manuel Pinto da Costa remeteu também ao Supremo Tribunal uma providência cautelar para invalidar eleição de Evaristo de Carvalho como presidente da República de São Tomé e Príncipe.

A candidatura de Pinto da Costa sustenta que Assembleia de Apuramento Geral já realizada, bem como a de hoje “estão eivadas de ilegalidades grosseiras”.

Partilhe este Artigo