ANGOLA. Cabinda volta a estar na ribalta. Chefiada por Jean Claude Nzita, uma delegação da FLEC marcou presença no Parlamento Europeu respondendo ao convite da Unrepresented Nations and Peoples Organization (UNPO).

O encontro de dois dias (ontem e hoje) tem lugar na sede do Parlamento Europeu, tendo como tema “Diplomacia e Lobbying”, sob o patrocínio da UNPO, que visa a formação e qualificação dos representantes de povos oprimidos com vista a um reforço da capacitação para melhor defenderem as aspirações dos seus povos no palco internacional.

A FLEC/FAC, que foi representada ao mais alto nível pelo seu Secretário de Informação e Imprensa, Jean Claude Nzita, diz que assim se deu mais um passo na cena diplomática europeia com a regularização da sua situação estatutária junto da Unrepresented Nations and Peoples Organization (UNPO), após uma ausência de mais de 5 anos.

Doravante, também será nesta tribuna diplomática que a FLEC/FAC continuará a defender as legítimas aspirações do povo de Cabinda e do seu direito à autodeterminação, realça a organização.

Partilhe este Artigo