ANGOLA. As oficinas das três empresas públicas ferroviárias angolanas vão receber equipamento fornecido por uma empresa chinesa no valor de 46,1 milhões de dólares.

A decisão, revela a Lusa, consta de um despacho assinado pelo Presidente José Eduardo dos Santos autorizando o negócio pela “importância de dinamizar a política empresarial” das empresas de Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), Benguela (CFB) e Moçâmedes (CFM), “no sentido de concretizar os seus objectivos estratégicos”.

O contrato envolve a China Railway International Group, que ficará responsável por fornecer equipamento das oficinas das três empresas públicas ferroviárias angolanas, de acordo com o mesmo despacho, com data de 5 de Setembro.

A reabilitação da rede ferroviária angolana, destruída por cerca de 30 anos de guerra civil, custou, entre 2005 e 2015, cerca de 3,5 mil milhões de dólares e foi garantida por empresas chinesas.

Partilhe este Artigo