ANGOLA. De acordo com o Gabinete do Presidente da CASA-CE, amanhã, dia 20 de Outubro de 2016, pelas 11 horas, uma delegação encabeçada pelo Presidente Abel Chivukuvuku, desloca-se ao Tribunal Constitucional, para fazer a entrega ao Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Constitucional do “Requerimento para transformação da CASA-CE em Partido Político”.

Integram a delegação da CASA-CE os Vice-presidentes William Tonet, para os Assuntos Constitucionais, e Alexandre Sebastião André, para os Assuntos Institucionais.

Recorde-se que os delegados da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), reunida no seu II Congresso Ordinário, decidiram a favor da transformação da mesma formação política em partido político.

Doravante, será designado simplesmente “CASA”, não havendo mais a abreviação “CE” que significa “Coligação Eleitoral”. Tornando-se num partido político, todos os partidos, que constituíam a coligação, serão extintos.

Integravam a CASA-CE os partidos PADDA – Aliança Patriótica, o Partido de Aliança Livre de Maioria Angolana (PALMA), o Partido Pacífico Angolano (PPA) e o Partido Nacional de Salvação de Angola (PNSA).

A decisão foi tomado no passado dia 7 de Setembro e concretizada depois de fortes debates, devido à resistência de um dos líderes da coligação para a transformação em partido.

A CASA-CE foi criada em 2012, ano em que participou nas eleições gerais do país. É a segunda maior força política da oposição angolana, e conta com oito dos 220 deputados à Assembleia Nacional.

Partilhe este Artigo