FALTA LITERACIA VISUAL NO JORNALISMO

A comunicação visual começa antes da escrita. Depois, ao longo do ensino escolar obrigatório, a educação visual passa para segundo plano. A leitura na diagonal do texto escrito acaba por se sobrepor à leitura visual. Passamos a estar condicionados na capacidade de representar ou de interpretar visualmente. Por José Manuel Ribeiro – CP nº 990 democratização da fotografia, através da revolução digital, deixou-nos a todos a ver e a fazer gestos fotográficos pouco pensados. De stick com um smartphone ou de drone como crianças, vemo-nos em selfies ou olhamos o…

Leia mais

LEIA OU VIVA APRENDENDO… A LER

Falaram na rádio: – Eu escrevo bem e muito, ó radialista. Acho que eu sou o escritor mais original da nova geração de escritores angolanos. Por isso, não leio nada, nem ninguém. Não quero ser influenciado. Sou especial. Eu me inspiro em mim e no meu eu. Por Fernando Kawendimba Escritor Uma vez, ouvi este fragmento na rádio, mas “não falaram”. Uma voz: em violenta verdade, quem havia emitido a sua possível e real situação fora um jovem aspirante a escritor, abusando da sua liberdade de expressão ou, talvez, usando…

Leia mais

Muitos milhões continuam
sem saber ler nem escrever

Mais de quatro milhões de angolanos entre os 15 e os 35 anos continuam sem saber ler nem escrever, sendo muitos os factores que justificam o elevado número, assumiu a ministra da Educação de Angola, Maria Cândida Teixeira. Se a estes se juntarem os que da leitura e da escrita apenas têm uma vaga ideia, ficamos com a perspectiva do enormíssimo analfabetismo funcional, onde se incluem os que sabem ler e escrever, mas não lêem nem escrevem. Maria Cândida Teixeira falava, em Luanda, após a assinatura de um protocolo de…

Leia mais