Funcionária falecida foi suspensa. Na ENP, pois claro

A direcção da Empresa Nacional de Pontes de Angola, que não paga salários há 54 meses, suspendeu 82 trabalhadores, mais de 70 em idade de reforma, e toda a comissão sindical, denunciou hoje o sindicato. A razão da força volta a impor-se à força da razão. Se o regime é o mesmo há quase 43 anos… A informação foi transmitida hoje pelo primeiro secretário da comissão sindical daquela empresa pública, Mateus Alberto Muanza, que considerou “inaceitável, desumana e ilegal” a medida da direcção da empresa, porque deveriam antes ser liquidados…

Leia mais