“É mentira. A FAF está a mentir!”, denuncia um jogador internacional. A selecção nacional de futebol, Palancas Negras, está em campanha de preparação para os grandes compromissos da CAF (Confederação Africana de Futebol), que se avizinham, mas antecedendo os embates a sério, está com o pé na estrada, para realizar, uma série de jogos amigáveis, com a Guiné-Bissau e Moçambique.

Por Liliana Victor

Os convocados como é da praxe, face às recomendações da Organização Mundial da Saúde, são alvo de testes de Covid-19 e no passado dia 4 a Federação Angolana de Futebol (FAF) deu a conhecer, em comunicado, o resultado, dos jogadores da selecção nacional, a evoluir no Girabola, tendo dado positivo, Ary Papel, Paizo e Herenilson.

Desta feita, apenas seguiram viagem para o estágio em Portugal, Matuwila Diógenes e Dominique, dados como tendo acusado negativo. E é aqui que a porca torce o rabo, porquanto, Herenilson do Carmo, 24 anos de idade, jogador do Petro Atlético, disse em exclusivo ao Folha 8, “ser falso, o teor do comunicado, em relação ao meu resultado”, desmentindo, desta forma, a notícia da FAF.

“A FAF mentiu, eu não fiz nenhum teste, eles testaram somente cinco jogadores, seriam, seis, comigo, mas eu não constava nessa lista, porque o Petro Atlético de Luanda proibiu-me de fazer o teste pela selecção, uma vez estando o clube a realizar os testes”, esclareceu.

Em relação à notícia posta a circular no mundo desportivo e na comunicação social, o jogador lamenta, dizendo “não ter nem palavras para descrever o momento quando foi posta a circular em público, um teste positivo, falso sobre mim”, argumenta, adiantando, amargurado, no mais, “só Deus sabe!”

No entanto, diz-se calmo e tranquilo por saber, não ter feito nenhum teste, pela selecção, mas ainda assim, foi aconselhado, pelo clube a não sair de casa.

E para confirmar a denúncia, ontem (5.10), na sua conta oficial do Facebook postou uma foto exibindo o teste com resultado negativo: “Só para informar que até aqui estamos bem, graças à Deus. Outras coisas melhor não falar, me calar é a melhor coisa que posso fazer. Boa noite”, lê-se no post.

Mas, volvidos algumas horas, a Federação Angolana de Futebol posta novamente um comunicado a solidarizar-se com os futebolistas que testaram positivo à Covid-19, mencionando, novamente, Herenilson do Carmo.

Agora, a pergunta que não se quer calar: quem está a mentir? A FAF, Herenilson ou o Petro?

Seja onde estiver a razão, a verdade é de todas as partes, não saírem bem na fotografia.

De mencionar que os jogos da selecção com a Guiné-Bissau e Moçambique estão marcados para os dias 11 e 13, do corrente mês, visando a preparação para o duplo compromisso com a RDC (República Democrática do Congo), a contar para a terceira jornada da fase eliminatória de acesso ao CAN/20222 (Campeonato Africano de Futebol), que se realizará nos Camarões.