ANGOLA. O Governo angolano alertou hoje os operadores económicos para a especulação de preços de bens e serviços, tendo constatado que alguns estão a fazer a sua alteração sem respeitarem as normas estabelecidas pelo Regime de Preços.

A posição foi assumida pelo Ministério do Comércio, que emitiu hoje um comunicado, que distribuiu à imprensa, em que faz a advertência, recordando que os que assim procederem podem ser sancionados com base no código penal.

O documento refere que a alteração de preços se registou desde a alteração cambial realizada pelo Banco Nacional de Angola (BNA), que passou a um regime flutuante, depreciando a moeda nacional relativamente a moedas estrangeiras.

O kwanza depreciou-se terça-feira em mais 11% face ao euro e quase 9% para o dólar norte-americano, no espaço de uma semana, no âmbito do novo regime flutuante cambial.

No espaço de uma semana, e desde que o euro passou a ser a referência para o mercado de câmbios de Angola, a 9 de Janeiro, a moeda angolana já acumula uma depreciação de quase 25,5% para o euro, que desde terça-feira vale, na compra, 248,7 kwanzas, e 18% para o dólar, que vale 203,6 kwanzas.

No comunicado emitido hoje, o Ministério do Comércio exorta os operadores económicos a pautarem a sua conduta no cumprimento rigoroso das normas que regem a actividade comercial em Angola.

Acrescenta que no incumprimento da legislação aplicável, o agente económico incorre na prática do crime de especulação, previsto e punível nos termos do artigo 276.º do Código Penal, sem prejuízo das demais sanções aplicáveis.

Nesse sentido, os serviços competentes em matéria de inspecção e fiscalização vão desencadear acções de prevenção e de combate a tais práticas, refere ainda a nota.

Lusa

Partilhe este Artigo