A Fundação Mo Ibrahim anunciou a selecção de 2019 dos Bolseiros de Liderança Ibrahim, que constituirão o oitavo grupo do programa. Os novos membros assumiram as seguintes funções: Nadia Hamel (Argélia) ingressou no Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD), Anta Taal (Gâmbia) ingressou no Centro de Comércio Internacional (CCI) e Emmanuella Matare (Zimbabué) ingressou na Comissão Económica das Nações Unidas para África (UNECA).

O Programa de Bolsas de Investigação de Liderança Ibrahim é um programa selectivo concebido para identificar e preparar a próxima geração de líderes africanos de excelência, oferecendo-lhes oportunidades de orientação nas principais instituições multilaterais. Os candidatos, escolhidos a partir de um grupo de mais de 2.000 pretendentes, irão beneficiar da orientação directa dos atuais líderes das instituições.

Referindo-se às novas Bolseiras de Liderança Ibrahim, Mo Ibrahim declarou:

“Parabéns às três novas Bolseiras de Liderança Ibrahim, que irão juntar-se a um grupo de 20 profissionais. O meu desejo é que as recém-chegadas mergulhem nesta oportunidade única para adquirir conhecimentos profundos e uma compreensão da forma como estas organizações funcionam e utilizem o que aprenderem para continuar a contribuir para uma África mais próspera.”

Bolseiras Ibrahim de 2019:

Nadia Hamel ingressou no BAfD. É uma profissional de desenvolvimento internacional com extensa experiência em investigação política e consultoria, gestão de programas estratégicos e comunicação. Trabalhou com organizações como a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) e apoiou projectos em colaboração com a Agence Française de Développement (AFD), a União Europeia (UE) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

Anta Taal ingressou no CCI. É uma economista com 10 anos de experiência profissional em Desenvolvimento Internacional, comércio e investimentos, parcerias público-privadas e desenvolvimento de mercados de capitais. Trabalhou com os Ministérios das Finanças e Assuntos Económicos; do Comércio, da Indústria e do Emprego; e do Planeamento Industrial e Desenvolvimento Industrial na Gâmbia. Representou a Gâmbia em negociações-chave nas áreas da energia, das infra-estruturas e do petróleo.

Emmanuella Matare ingressou na UNECA. Emmanuella é uma economista cujo principal interesse reside em melhorar as condições fiscais, económicas e sociais nos países africanos, detendo uma profunda experiência em investigação macroeconómica e análise política, reforço de capacidades e gestão de programas. Trabalhou com o Fórum Africano e Rede da Dívida e do Desenvolvimento, o Programa de Investigação e Análise Económica Estratégica da USAID e o Centro de Investigação e Documentação da África Austral.

O processo de candidatura ao Programa de Bolsas de Investigação de 2020 terá início no dia 12 de Agosto de 2019.

Para mais informações sobre o Programa de Bolsas de Investigação de Liderança Ibrahim, ou para saber mais sobre o percurso de anteriores Bolseiros desde que concluíram o programa, visite o site: mo.ibrahim.foundation/fellowships

A Fundação Mo Ibrahim foi instituída em 2006 e centra as suas atenções na importância vital da liderança política e da governação pública em África. Ao proporcionar ferramentas para apoio dos avanços na liderança e na governação, a Fundação visa promover uma mudança relevante no continente. A Fundação, que não tem por objecto a concessão de subvenções, ajuda a definir, avaliar e aperfeiçoar a governação pública e a liderança política em África.

Anteriores Bolseiros de Liderança Ibrahim:

2018: Zukiswa Mqolomba (África do Sul), BAfD; Valeria Bempomaah Mensah (Gana), UNECA; Ines Ayari (Tunísia), CCI.

2017: Robtel Pailey (Libéria), BAfD; Ndapiwa Segole (Botsuana), UNECA; Oulimata Fall (Senegal), CCI.

2016: Mariam Yinusa (Nigéria), UNECA; Diane Sayinzoga (Ruanda), CCI.

2015: Malango Mughogho (Malawi), BAfD; shepelayi Kabata (República Democrática do Congo), UNECA; Vivienne Katjiuongua (Namíbia), CCI.

2014: Charlotte Ashamu (Nigéria), BAfD; Carl Manlan (Costa do Marfim), UNECA; Weyinmi Omamuli (Nigéria), CCI.

2013: Joan Stott (África do Sul), BAfD; Rebecca Teiko Sabah (Gana), UNECA; Maureen Were (Quénia), Organização Mundial do Comércio (OMC);

2012: Yvonne Apea Mensah (Gana), BAfD; Omolade Araba (Nigéria), UNECA; Jacqueline Muna Musiitwa (Uganda/Zâmbia), OMC.

Partilhe este artigo