Angola arrecadou mais de 85 milhões de euros só com impostos sobre a venda de diamantes durante todo o ano de 2014, segundo um relatório da Administração Geral Tributária angolana.

D e acordo com o documento, este valor reflecte as receitas fiscais angolanas obtidas com a venda de 8,6 milhões de quilates em 2014, por 1.274 milhões de dólares (1,19 milhões de euros).

Excluem-se dos cerca de 10 mil milhões de kwanzas (85 milhões de euros) arrecadados a receita gerada pela própria empresa estatal concessionária da actividade diamantífera angolana (Endiama).

Face a 2013, as receitas fiscais com a venda de diamantes caíram cerca de sete por cento, de acordo com dados da Administração Geral Tributária angolana.

Depois do petróleo, os diamantes são o principal produto de exportação de Angola, país que está entre os cinco principais produtores mundiais.

O imposto industrial sobre a venda dos diamantes rendeu 3.948 milhões de kwanzas (33,9 milhões de euros), enquanto em ‘royalties’ (prémios), o Estado angolano recebeu, em 2014, mais de 4.254 milhões de kwanzas (36,6 milhões de euros). Somam-se ainda 1.706 milhões de kwanzas (14,7 milhões de euros) relativos ao imposto industrial definitivo.

Cada quilate de diamante angolano foi vendido, em termos médios, a 146,84 dólares (137 euros), refere o mesmo relatório daquele órgão do Ministério das Finanças.

Partilhe este Artigo