A condenação do activista José Marcos Mavungo a seis anos de prisão lança um alerta ao activismo em Angola quando vários outros aguardam julgamento.

Por Álvaro Ludgero Andrade (*)

P ara alguns analistas, Angola conhece alguma tensão política que pode aumentar com a aproximação das eleições de 2017.

Ao mesmo tempo, há sinais de que no seio do MPLA existem divergências sobre a forma como o partido no poder está a enfrentar essa situação, a dois anos das eleições de 2017.

O Parlamento Europeu aprovou uma resolução que critica o aumento das violações dos direitos humanos da corrupção em Angola, cujo Governo repudiou o texto e disse que a resolução poderia dificultar a cooperação entre Luanda e Bruxelas.

O jornalista Orlando Castro, chefe de redacção do jornal Folha 8, analisa a situação actual em Angola como convidado da rubrica Agenda Africana.

(*) Voz da América

Partilhe este Artigo