O administrador municipal do Quirima, Sebastião José, defendeu a necessidade da construção de quatro pontes e dois pontecos no troço rodoviário que liga a localidade de Cameme à comunal de Sautar, 62 quilómetros do município de Quirima, província de Malange, para que os carros circulem e os populares viagem em segurança de uma circunscrição para outra.

Em declarações à Angop, Sebastião José afirmou que a falta de pontes dificulta também que outros projectos sociais cheguem aquela localidade.

O administrador municipal solicitou igualmente apoios do governo provincial no sentido de recuperarem as pontes para melhorar a circulação de pessoas e bens nas localidades.

Com uma população estimada em 7.624 habitantes, a comuna de Sautar possui uma extensão de 6.809 quilómetros quadrados.

Será caso para recordar que o então ministro das Obras Públicas, Higino Carneiro, anunciou no dia 26 de Junho de 2008, que era intenção do governo angolano construir ou reconstruir cerca de mil e quinhentas (1.500 isso mesmo) pontes de médio e grande porte, assim como reabilitar mais de 12 mil quilómetros da rede nacional de estradas até 2012.

Fazendo contas verificamos que do dia 26 de Junho de 2008 até ao dia 31 de Dezembro de 2012 vão 1650 dias (contando feriados e fins de semana). Dividindo as 1500 pontes que o ministro anunciou pelos dias que faltam, dá uma média de 0,9 pontes por dia.

Se dividirmos os tais 12.000 quilómetros de estradas pelos 1650 dias dá uma média de 7,27 quilómetros ao dia. Portanto é simples, a cada dez dias o MPLA teria de apresentar 9 novas pontes e 72,7 quilómetros de estradas. Simples.

Partilhe este Artigo