A segunda obra literária do escritor Atanagildo Paulo, intitulada “Prazer Veneno”, foi apresentada, quinta-feira, aos leitores da cidade do Huambo.

Ao apresentar a obra, Atanagildo Paulo disse que este livro é um modesto contributo para os desafios de mudança de comportamentos da sociedade, em face aos problemas que apresenta.

Explicou que na obra procurou aclarar os aspectos socialmente negativos, visando o resgate dos valores, a consolidação da identidade cultural angolana e a valorização da família, como instituição primária para uma sociedade sadia, que conheça os seus desafios e caminhe para o seu desenvolvimento.

O autor destacou que a problemática da violência doméstica, o adultério, a traição no seio dos lares, homicídios, a situação dos prisioneiros e a sua reintegração na sociedade são, entre outros, aspectos que ocorrem no dia-a-dia retratados no livro de apenas um conto escrito em 41 páginas.

Na ocasião, o sociólogo Memória Ekulica disse tratar-se de um livro que traz uma abordagem aprofundada dos problemas sociais, com incidência para os que afectam as famílias.

Com esta obra, referiu, o escritor pretende chamar a atenção dos cidadãos, enquanto membros da sociedade, a uma maior responsabilidade na promoção da boa convivência social, harmoniosa e salutar.

Natural da província do Huambo, Atanagildo Paulo, jornalista da emissora provincial do Huambo da Rádio Nacional de Angola, estreou-se no mundo da literatura em 2013, com a obra “O caçador sem carne”.

Estudante de Sociologia, o mesmo afirmou ser seu objectivo continuar a cultivar no seio da sociedade, sobretudo na juventude, o gosto pela leitura e contribuir no enriquecimento da literatura angolana.

Partilhe este Artigo