Alguma daquelas crianças que morreram, devido à fome, no Cunene, Cuando Cubango, Huíla, Bié, Huambo… era filha, filho, neta, neto ou familiar directo da Luísa Damião? Alguma daquelas muitíssimos milhares de crianças que ficaram fora do sistema escolar, por falta de escolas e de professores, é filha, filho, neta, neto ou familiar directo da Luísa Damião?

Por Domingos Kambunji

A Luísa Damião, a vice-presidente do MPLA que dá carinho e solidariedade aos familiares das zungueiras que a polícia do MPLA mata, à semelhança de muitos outros dirigentes do MPLA, está a transformar-se numa caricatura patética demasiado macabra e matumba.

Há quem pense que ficaria mais barato ao Departamento de Informação e Propaganda do Bureau Político do Comité Central do MPLA contratar um papagaio para ecolaliar ambiguidades e falácias do que sustentar a Luísa Damião a vender banha da cobra. Também há quem pense que a Luísa Damião não tem capacidade para pensar porque a única coisa que faz é vomitar verborreias, preparadas pelos sobas da Matilha de Predadores Ladrões de Angola, vulgarmente designada por MPLA. Um papagaio faria o mesmo papel, com um menor custo de manutenção alimentar e em despesas de representação.

Quem tem acompanhado o percurso político da Luísa percebe facilmente que ela é capaz de dizer algo e o seu contrário, nas suas apresentações públicas em defesa da matilha de predadores.

Já era assim no tempo do José Eduardo dos Santos, quando a Luísa ia para os comícios do Partido Comunista de Portugal dizer que a MPLA, o Zécutivo, “estava fortemente empenhado na resolução dos principais problemas da população, em particular na criação de oportunidades para a realização dos sonhos e aspirações da juventude angolana”… Nesse tempo o MPLA estava fortemente empenhado em enriquecer os seus dirigentes através da roubalheira!

Agora, como vice-kapanga da matilha, diz que o Joãocutivo “está fortemente empenhado na resolução dos principais problemas da população, em particular na criação de oportunidades para a realização dos sonhos e aspirações da juventude angolana”…

Quando o João se reformar, devido à grande invalidez que está a demonstrar, a Luísa irá dizer que o próximo MPLAcutivo “estará fortemente empenhado na resolução dos principais problemas da população, em particular na criação de oportunidades para a realização dos sonhos e aspirações da juventude angolana”?

O que os angolanos têm a certeza é de que o Joãocutivo, tal como o Zécutivo, está fortemente empenhado devido ao fiado que andou a pedir no estrangeiro. Não se vislumbra a possibilidade de honrar os compromissos que assumiu sem aumentar a miséria entre os 20 milhões de pobres no nosso país, porque falta o kumbu.

As aberrações são tão gigantescamente estúpidas que, ainda há poucos dias, o Joãocutivo culpava um partido da oposição e deu ordem para espancar e matar jovens por se manifestarem contra a incompetência da governação da Matilha dos Predadores Ladrões de Angola. Passados poucos dias esse tipo de manifestação passou a ser legal e a polícia até protegeu o direito à Liberdade de Expressão de jovens angolanos.

É hora de apresentar queixa em tribunais internacionais, que defendem os direitos humanos a sério, e exigir a responsabilização criminal e civil, a título individual e colectivo, dos membros da Matilha dos Predadores Ladrões de Angola pelas mortes e feridos provocados pela polícia obediente às ordens superiores baixadas pelos membros da matilha. Não adiantará muito apresentar queixa nos tribunais obedientes à matilha porque, ainda há poucos anos, assistimos à condenação a penas de prisão dos 15+2, por se manifestarem contra a corrupção e em defesa da democracia e dos direitos humanos no nosso país.

O Laborinho dos Rebuçados e Chocolates tem dinheiro para pagar essas indemnizações, porque não lhe falta kumbu. Até tem uma filha, segundo dizem, a estudar, não na Universidade Assassino Agostinho Neto, mas numa daquelas universidades muito caras do estrangeiro!…

Esperar discursos inteligentes da Luísa Damião é o mesmo que aguardar que o nosso país abandone rapidamente a posição 156 a nível mundial, em qualidade de vida em geral, graças à governação de Netocutivos, Zécutivos e Joãocutivos, entre os países mais atrasados do mundo, e se aproxime dos primeiros lugares a nível mundial, ocupados pela Dinamarca, Noruega, Suécia, Suíça…

A grande diferença entre esses países e a Re(i)pública da Angola do MPLA está no facto de os dirigentes políticos desses países não terem estado envolvidos directa ou indirectamente na fundação de uma guerra civil, no fuzilamento de muitas dezenas de milhar de cidadãos nacionais e na Acumulação Primária de Riqueza através da roubalheira, como a matilha que nomeou a Luísa Damião para exercer as funções de papagaia.

Nota. Todos os artigos de opinião responsabilizam apenas e só o seu autor, não vinculando o Folha 8.