O ministro das Relações Exteriores angolano, Manuel Augusto, está desde hoje no Japão para participar da reunião ministerial preparatória da Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento de África (TICAD VII), a ser realizada em Yokohama em 2019.

Segundo noticia hoje o portal do Governo angolano, em Tóquio, o chefe da diplomacia angolana integrará o painel de discussão da agenda a ser discutida pelos chefes de Estado de países africanos com os grandes decisores da economia e do empresariado japonês.

A VII edição da TICAD é um fórum co-presidido pela ONU, pela Comissão da União Africana (UA), pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Banco Mundial (BM).

A Conferência Internacional sobre o Desenvolvimento de África, iniciada pelo Japão em 1993, é uma plataforma de debate de ideias entre estadistas de países africanos e os grandes decisores da economia e do empresariado japonês.

A TICAD foi realizada de cinco em cinco anos, mas, a partir de 2013, na V edição, passou a trianual, tendo a última, a VI, decorrido em 2016 em Nairobi (Quénia), em 2016, a primeira alguma vez realizada no continente africano.

Na VI edição, subordinada ao tema “Avançar a Agenda de Desenvolvimento Sustentável de África – Parceria da TICAD Para a Prosperidade”, contou com a participação de 53 países africanos, 70 chefes executivos de empresas japonesas e um total de mais de 11 mil participantes.

Segundo o portal do Governo angolano, após Tóquio, Manuel Augusto segue para Pequim, onde integrará a delegação do Presidente de Angola, João Lourenço, que realiza uma visita de Estado à China a 8 e 9 deste mês.

Lusa

Partilhe este Artigo