A Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola anuncia que o seu governo, através da Iniciativa Presidencial contra a Malária, disponibilizou 500,000 doses de Coartem para combater o actual surto de malária, que afecta o país.

No âmbito do seu apoio ao Programa Nacional de Controlo da Malária do Ministério da Saúde, a Embaixadora dos EUA, Helena La Lime, procedeu à entrega desta generosa contribuição de 500.000 doses de antimaláricos, no dia 28 de Junho, pelas 11:00, no Hospital Américo Boavida, ao Ministro da Saúde.

Esta contribuição está já a ser distribuída nas unidades sanitárias das províncias de Luanda, Benguela, Cunene, Huambo, Huíla, Cuanza Sul, Malanje, Uíje, e servirá para tratar 500,000 pacientes de malária.

Durante o acto de entrega, a Embaixadora Helena La Lime anunciou que o seu Governo, através da USAID, espera entregar nos próximos meses outras doações de 100,000 doses de medicamentos de segunda linha para o tratamento da malária grave e 500,000 kits de testes rápidos.

No acto, que teve lugar no pátio do hospital Américo Boavida, o Ministro da Saúde, Luís Gomes Sambos, agradeceu o gesto e disse que a doação dos EUA é o seguimento da cooperação que os dois países têm no domínio da saúde. O Ministro Sambo referiu-se igualmente que através da Iniciativa de Combate à Malária, PMI, o governo norte-americano investiu nos últimos anos mais de 270 milhões de dólares em Angola.

Em 2016, o governo dos EUA, através da sua Iniciativa Presidencial Contra a Malária, (PMI) implementada pela USAID, investiu um total de U$D 28 milhões de dólares na luta contra malária em Angola.

A doação feita ao Governo de Angola é um apoio adicional da Iniciativa Presidencial contra a Malária e que ocorre todos os anos. A USAID, que implementa o programa em Angola, tem canalizado este apoio para actividades de mobilização social, campanhas de distribuição de redes mosquiteiras, fortalecimento do sistema de saúde, formações laboratoriais e para o manejo adequado de casos de malária, e por fim, apoio ao CECOMA para melhor planificação e armazenamento no manejo da cadeia de medicamentos e equipamentos de saúde.

Partilhe este Artigo