Cabo Verde acolhe no próximo sábado a 16.ª reunião ministerial da África Ocidental sobre o branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo.

A reunião é promovida pela Comissão Ministerial do Grupo Intergovernamental de Acção Contra o Branqueamento de Capitais na África Ocidental (GIABA) e acontece pela segunda vez em Cabo Verde, que desde Maio de 2009 tem em vigor a Lei de Branqueamento de Capitais.

O encontro vai contar com a presença de vários titulares das pastas da Justiça, Economia, Finanças, Segurança da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e de representantes de vários países observadores e organizações internacionais.

Durante a reunião, os ministros e os técnicos vão debater os desafios, as ameaças e trocar experiências sobre as medidas aplicadas por cada país para a prevenção da lavagem de capitais e do financiamento do terrorismo na região.

Na quinta-feira, realiza-se uma reunião técnica na cidade da Praia, cujo ato de abertura será realizado e será presidido pelo primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva.

Já o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, irá presidir no sábado à abertura da reunião ministerial, que acontece pela segunda vez no país, depois da primeira, em 2010.

O GIABA é um organismo especializado criado pelos chefes de Estado e de Governo da CEDEAO em 2000 e que é responsável pela prevenção e controlo de branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo na sub-região.

Fonte: Lusa

Partilhe este Artigo