O grupo de aviação Air France-KLM está em conversações com os governos de Moçambique e Gabão para operar voos directos de Paris para estes países nos próximos dois anos, anunciou o vice-presidente da companhia, Frank Legre.

De acordo com a entrevista concedida à agência financeira Bloomberg na capital comercial da Costa do Marfim, as rotas incluem ligações directas entre Paris e Maputo e entre Paris e Port Gentil, um dos centros petrolíferos do Gabão.

A Air France já opera voos de Paris para Libreville, no Gabão, mas não para Moçambique, um país apresentado na notícia da Bloomberg como “o local da maior descoberta do mundo de gás natural na última década”.

O vice-presidente da Air France-KLM diz que a economia de Moçambique “está em crescimento rápido e a descoberta de depósitos de gás natural torna o país atractivo”.

A única companhia que faz voos directos entre Maputo e a Europa é a portuguesa TAP, e a LAM está impedida de voar para a Europa, estando na “lista negra” da União Europeia.

Partilhe este Artigo