ANGOLA – O Banco Nacional de Angola considera a continuidade da sua actividade de primordial importância para a economia e sociedade angolanas, tendo assumido o compromisso de proteger o Banco, reduzindo a probabilidade de ocorrência de incidentes disruptivos e preparando-se para responder a estes incidentes, assegurando a continuidade das suas funções críticas através de um Sistema de Gestão da Continuidade do Negócio (SGCN).

Neste âmbito, e como parte do Plano de Comunicação para divulgação do 2.º ciclo da implementação do SGCN, o Banco Nacional de Angola, em linha com a recomendação do Comité dos Governadores dos Bancos Centrais da SADC, realizará, internamente, de 13 a 17 de Maio de 2019, a “Semana de Consciencialização da Continuidade do Negócio” (Business Continuity Awareness Week – 2019), sob o tema “Investir na Resiliência”, em consonância com o Business Continuity Institute (BCI) – entidade internacional promotora do evento.

Para o efeito, serão realizadas actividades com vista a partilhar, com os trabalhadores do BNA, a importância do investimento no capital humano, comunicações e segurança cibernética, para que o BNA se torne numa instituição cada vez mais resiliente.

Assim, no dia 14 de Maio, a partir das 9h, no auditório Saidy Mingas – Museu da Moeda, realizar-se-á um workshop interno, onde serão abordados os temas: “Investimento no capital humano como garante da resiliência institucional”, “Investir na resiliência das comunicações” e “Investir na cibersegurança para uma instituição mais resiliente”.

O Sistema de Gestão da Continuidade do Negócio (SGCN), agora no 2.º ciclo da sua implementação, visa proteger a reputação e imagem de solidez e confiança do BNA, assegurando a continuidade das funções críticas para a sua missão e cumprindo as expectativas das entidades do Sistema Financeiro Angolano e Internacional, do Estado e outras partes interessadas.