ANGOLA. Um incêndio afectou hoje parcialmente o interior do emblemático Elinga Teatro, um edifício do estilo colonial português do século XIX, localizado em Luanda, com os bombeiros a admitirem que se tratou de fogo posto.

De acordo com o porta-voz do comando provincial de Luanda do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Minguêns, o alerta para o incêndio, em plena baixa da capital, foi dado cerca das 05:00, tendo origem em resíduos sólidos que se encontravam depositados no interior.

“Presumimos, nesta altura, que foi fogo posto. Felizmente, devido à rápida intervenção dos bombeiros, além de afectar algumas partes do interior, não houve mais danos a registar”, explicou Faustino Minguêns,

Há vários anos que é apontada a demolição daquele edifício, pretensão que nunca se concretizou até hoje, mantendo-se o espaço em funcionamento, contrariamente a vários outros espaços históricos também na baixa de Luanda.

No lugar do Elinga Teatro, antigo Colégio das Beiras na década de 1940, está prevista a construção de um parque de estacionamento, escritórios e hotel, um projecto imobiliário denominado Elipark.

Em 2014, uma petição com mais de 1.500 assinaturas para travar a destruição do Elinga Teatro foi entregue à Assembleia Nacional pela Associação Kalu, uma organização da sociedade civil de interesse cultural.

Local de encontro da classe artística luandense, o Elinga Teatro, que na língua umbundu significa acção, iniciativa, exercício, foi catalogado por despacho como “testemunho histórico do passado colonial” e monumento histórico em 1981.

Contudo, em Abril de 2012, veio a ser desclassificado pelo Ministério da Cultura.

Criado a 21 de Maio de 1988, o Elinga Teatro tinha espaço reservado igualmente às artes plásticas, concertos de música e dança.

Lusa

Partilhe este Artigo