UNIÃO AFRICANA. O chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, foi eleito Presidente do Ano 2016 pelo Conselho da Juventude da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), anunciou hoje a Presidência da República.

Segundo a Presidência da República, numa carta enviada a Jorge Carlos Fonseca, o presidente do Conselho da Juventude da CEDEAO, Ologun William, justificou a distinção, com a “capacidade de liderança e o impacto da sua magistratura nos cidadãos, na educação e no esforço para erradicar o analfabetismo”.

Ologun William destacou também o papel de Jorge Carlos Fonseca na procura de “vias para um melhor empoderamento dos jovens cabo-verdianos e de toda a comunidade estudantil do país”.

O Conselho da Juventude da CEDEAO é a maior organização juvenil da África Ocidental, que conta com mais de 200 milhões de jovens, e tem como principais objectivos promover a unidade, a liderança, o desenvolvimento, a liberdade e o empreendedorismo.

A organização reconhece ainda as qualidades de jurisconsulto, professor universitário, bem como o seu “contributo para a estabilidade da região”, considerando que Jorge Carlos Fonseca “assegurou já o seu lugar na História”.

Esta foi a primeira vez que o Conselho da Juventude da CEDEAO atribui o prémio, criado em 2014 para distinguir chefes de Estado africanos.

Jorge Carlos Fonseca participa hoje e terça-feira na 28.ª Cimeira da União Africana (UA), em Adis Abeba, na Etiópia.

Partilhe este Artigo