ANGOLA. O membro do Comité Central do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, Bento dos Santos Kangamba criticou os políticos que apenas falam e não fazem nada.

De acordo com a tradução para português, Kangamba disse na Gabela mais ou menos isto: “O mais essencial é o que a população da Gabela quer, é água, quer o bem-estar, o ensino, quer a saúde, tudo o que está bem…condições sociais”.

“Nós não precisamos mais dirigentes que venham aqui com gravatas porque não, amanhã fazemos, isso não é importante e não temos que nos preocupar aqui com as eleições para fazermos as coisas. Vamos fazer as coisas porque é a nossa população”, sublinhou Bento dos Santos Kangamba.

Em época de campanha política, o general sobrinho de sua majestade o rei José Eduardo dos Santos, concluiu que a Gabela “precisa da água para o bem-estar das populações, de condições para que as estradas na melhorem, dar emprego a todos, que os preços nas lojas baixem, que todo o mundo vá as lojas e não duvidem daqueles que governam”.

Nota: A tradução para português apresenta algumas falhas porque, de facto, torna-se difícil entender em que língua fala o general Kangamba.

Partilhe este Artigo