ANGOLA. O empresário suíço-angolano Jean-Claude Bastos de Morais, que se encontrava em prisão preventiva, em Luanda, desde 24 de Setembro de 2018, foi hoje colocado em liberdade, revelou uma fonte dos serviços penitenciários de Angola.

Jean-Claude Bastos de Morais, sócio de José Filomeno dos Santos, filho do ex-Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, estava em prisão preventiva no âmbito da investigação à gestão do Fundo Soberano de Angola.

A Procuradoria-Geral da República de Angola remeteu qualquer explicação sobre esta caso para mais tarde. A fonte dos serviços penitenciários também não precisou em que condições Jean-Claude Bastos de Morais foi posto em liberdade.

Jean-Claude Bastos de Morais é acusado de vários crimes, nomeadamente o de associação criminosa, de recebimento indevido de vantagem, corrupção e participação económica em negócios.

O suíço-angolano é presidente e fundador da Quantum Global, empresa que geria os activos do Fundo Soberano de Angola, do qual foi presidente José Filomeno dos Santos, nomeado, em 2012, pelo pai e exonerado do cargo, em Janeiro de 2018, pelo Presidente da República, João Lourenço.

Lusa

Partilhe este artigo