ANGOLA. O Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, no uso das suas prerrogativas constitucionais, assinou hoje um decreto a exonerar as entidades que integram o Conselho de Administração da Empresa Pública de Águas – EPAL-E.P.

Assim, cessam funções nomeadamente: Diógenes Orsini Flores Diogo – Presidente do Conselho de Administração; Pedro Manuel Sebastião – Administrador Executivo; Ana Eduarda Assis de Almeida – Administradora Executiva; Adão Manuel da Silva – Administrador Executivo; Manuel Silva Lopes da Cruz – Administrador Executivo; Armando João – Administrador não Executivo; Domingos António Candeia – Administrador não Executivo.

Noutro despacho igualmente assinado hoje, o Titular do Poder Executivo nomeou as entidades abaixo indicadas para integrarem o Conselho de Administração da Empresa Pública de Águas – EPAL – E.P:

Fernando João Cunha – Presidente do Conselho de Administração; Alberto Miguel Manuel – Administrador Executivo; Ângelo Sebastião Filipe- Administrador Executivo; Manuel Silva Lopes da Cruz – Administrador Executivo; Kubikiladia Bernardete Garcia – Administradora Executiva; Armando João – Administrador não Executivo; Celeste de Jesus Sequeira Bragança – Administrador não Executiva.

Partilhe este artigo