O Instituto Universitário Pan-Africano para Ciências Hídricas e Energéticas, incluindo Mudanças Climáticas (PAUWES) celebrou a terceira turma de graduados em engenharia e ciências políticas dos seus programas de mestrado em fontes hídricas e energéticas.

A turma de graduados composta por 79 alunos de todo o continente africano, recebeu seus diplomas durante a cerimónia na Universidade de Tlemcen. Os alunos graduados e os seus convidados foram dirigidos por representantes e dignitários oficiais do governo argelino, de toda a África e da Europa, incluindo Sarah Anyang Agbor, Comissária da União Africana para Recursos Humanos, Ciência e Tecnologia (HRST), Ali Benyaiche, Governador de Wilaya de Tlemcen, e Ulrike Knotz, Embaixador Alemão na Argélia.

Os alunos que se graduaram este ano irão constituir a próxima geração de engenheiros e formuladores de políticas, comprometidos em atender a questões cruciais para o desenvolvimento sustentável da África. Os graduados do PAUWES não terão apenas concluído com sucesso os seus cursos, mas também conduziram pesquisas práticas para as suas teses de mestrado que abordam os desafios das energias, bem como mudanças climáticas enfrentadas por África e outros continentes.

Além disto, concluíram o estágio internacional em sectores públicos e privados e em instituições de pesquisa reconhecidas em toda a África e fora dela, ganhando uma perspectiva transcontinental destes mesmos desafios.

Durante a cerimónia de graduação, Sarah Anyang Agbor afirmou: “Gostaria de felicitar todos pelos seus esforços e por manter os valores fundamentais de nosso continente. Desejo a todos o melhor em desafios futuros. Como mãe, deixem-me sempre lembrá-los que na vida real, todos os dias, vocês se formam. A graduação é um processo que vai até o último dia das vossas vidas. Assim, esforcem-se sempre na vossa formação para cada decisão ou actividade que assumam. Estou orgulhosa de vocês, estamos orgulhosos de vocês, a África está orgulhosa de vocês!”.

A turma de graduados representa e cumpre um dos objectivos principais da Universidade Pan-Africana (PAU) e PAUWES – que é fomentar um ambiente africano de aprendizagem dos alunos mais qualificados e motivados, ao mesmo tempo em que revitaliza e nutre a qualidade da educação mais elevada em África.

A turma de 2018 tem alunos de 20 países membros da União Africana com todas as regiões do continente africano representadas. Esta turma diversa de alunos teve a oportunidade de estudar e ser ensinada por professores internacionais dos quatro continentes. Apoiados pela Universidade de Tlemcen e com a parceria temática da Alemanha, Abdellatif Zerga, Director do PAUWES, confidenciou: “Os alunos da turma de 2018 estão bem posicionados para se tornarem facilitadores de mudanças na administração pública, formulação de políticas, pesquisa, tecnologia, empreendimentos privados e sociedade civil.”

O PAUWES também acaba de receber a futura turma (alunos de 29 países de toda a África), tendo o orgulho de anunciar que graças a diversas medidas específicas, a igualdade de género pode ser alcançada, sendo uma enorme conquista dentro do grupo mais recente.

Partilhe este Artigo
  • 5
    Shares