ANGOLA. A companhia aérea angolana estatal TAAG transporta actualmente cerca de 1,5 milhões de passageiros por ano, com um resultado de aproximadamente 700 milhões de dólares (575 milhões de euros), de acordo com o ministro dos Transportes de Angola.

Augusto da Silva Tomás, que discursava na cerimónia de abertura da Conferência Internacional da Aviação Civil, que hoje conta, em Luanda, com a presença do presidente da Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA), Alexandre de Juniac, disse que esses são resultados de esforços de melhoria realizados dos últimos dez anos.

O governante angolano referiu que este crescimento da companhia aérea nacional foi possível com o alargamento da rede de destinos, hoje situada em cerca de 25, actualmente com 14 voos semanais para Portugal.

“A TAAG é hoje uma companhia de aviação segura. Foram realizadas com sucesso auditorias IOSA para avaliação do estado técnico e de segurança operacional da TAAG, em 2013, 2015 e Janeiro de 2017”, disse o ministro, destacando que nos últimos anos foram consolidadas as suas capacidades operacionais e comerciais, resultando numa melhoria significativa do seu desempenho financeiro e do serviço prestado aos clientes.

O ministro frisou que a TAAG tem neste momento uma frota composta por 13 aeronaves, sendo cinco Boeing 737 e oito Boeing 777.

Partilhe este Artigo