ANGOLA. Rússia e Angola foram os dois maiores fornecedores de petróleo à China em Janeiro, tendo vendido mais de 10 milhões de toneladas de um total que ultrapassa as 40 milhões importadas pelo gigante asiático.

De acordo com os dados da alfândega chinesa, citados hoje pela agência de informação financeira Bloomberg, a Rússia vendeu à China 5,6 milhões de toneladas de petróleo, liderando a lista dos fornecedores da segunda maior economia do mundo.

Em seguida na lista aparece Angola, com vendas de 4,6 milhões de toneladas durante o primeiro mês deste ano, sendo o terceiro lugar no pódio dos maiores fornecedores ocupado pelo Iraque, com 4,4 milhões de toneladas de crude.

Só a Rússia e Angola foram responsáveis pela venda de cerca de 25% de todo o petróleo importado pelo gigante asiático no primeiro mês deste ano, comprovando a forte ligação que existe entre a China e o nosso país.

Partilhe este Artigo