ANGOLA. O Governo prevê investir 130 milhões de euros em duas estradas no sul do país, nomeadamente na conclusão da Estrada Nacional (EN) 100, segundo concursos públicos lançados por despacho assinado pelo Presidente da República, João Lourenço.

De acordo com um despacho presidencial, de 17 de Agosto, as obras integram o Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022 e visam a conclusão, além da EN 100, do troço entre Moçâmedes e Baía das Pipas, na província do Namibe.

O despacho sustenta a “elevada preocupação do executivo em implementar projectos de incidência local”.

A conclusão EN 100, ao longo de 260 quilómetros e que ligará as capitais das províncias de Benguela e Namibe, será o projecto a utilizar mais fundos.

No total, o contrato para a aquisição dos serviços para a elaboração do projecto, empreitada e fiscalização desta obra, que permitirá uma nova ligação entre Benguela e o Namibe, pelo litoral, ultrapassa os 38,3 mil milhões de kwanzas (cerca de 122 milhões de euros).

Na conclusão do troço entre Moçâmedes e Baía das Pipas, com a extensão de 8,8 quilómetros, o valor total da aquisição de serviços para a elaboração do projecto, empreitada e a sua fiscalização ronda os 2.937 milhões de kwanzas (cerca de 9,37 milhões de euros).

Lusa

Partilhe este Artigo