CABO VERDE. Uma equipa de técnicos do serviço de cardiologia do Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia, fez com sucesso o primeiro implante de um “pacemaker”, anunciou hoje o Ministério da Saúde de Cabo Verde.

“Foi implantado o primeiro ‘pacemaker’ neste hospital com técnicos nacionais autónomos nessa prática”, diz a nota do Governo, acrescentando que o procedimento ocorreu a 18 de Janeiro e que o doente em causa se “encontra bem e respondeu positivamente ao dispositivo”.

Em breve a mesma equipa colocará um dispositivo semelhante num doente da cidade do Mindelo, ilha de São Vicente.

“Com a autonomia técnica nesta matéria, contamos ter em breve um centro nacional de hemodinâmica que permitirá tratar localmente os doentes”, refere a nota.

O Ministério da Saúde lembra que a necessidade deste dispositivo tem levado ao envio de doentes para Portugal “às vezes em situações de extrema fragilidade”, adiantando que apesar dos progressos conseguidos o envio de doentes continuará “com o apoio da cooperação portuguesa”.

As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte em Cabo Verde.

Partilhe este Artigo