MOÇAMBIQUE perdeu mais de 450 milhões de meticais (5,9 milhões de euros) e 160 pessoas foram detidas devido à corrupção, em 2016, divulgou o porta-voz do Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), citado hoje pelo diário Notícias.

Eduardo Sumana afirmou que foram instaurados 1.235 processos-crimes relacionados com corrupção, tendo sido arquivados 114 e 493 alvo de acusação.

No total, foram detidas 160 pessoas no ano passado, incluindo 120 em flagrante delito.

Do valor perdido devido a corrupção, de acordo com o porta-voz do GCCC, foi possível recuperar, na fase de instrução preparatória, mais de 220 milhões de meticais (2,9 milhões de euros).

Os dados do GCCC indicam ainda que, durante o ano de 2016, as autoridades moçambicanas registaram 414 casos de corrupção passiva, 216 de corrupção activa, 135 de desvio de fundos, 68 de abuso de cargo ou função, e 22 casos de pagamentos de remuneração indevida e dois de enriquecimento ilícito.

Partilhe este Artigo